Buscar
  • Vanessa Martins | G1 GO, Em Rio Verde

Uso de cogumelos viabiliza ração para animais com farelo de semente de algodão


Pesquisa apresentada na Tecnoshow, em Rio Verde, conseguiu retirar compostos tóxicos e, após extração do óleo para biocombustível, farelo pode ser transformados em alimento.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) desenvolve uma pesquisa que busca a integração da produção de biocombustível com a alimentação de animais. A proposta, apresentada durante a Tecnoshow Comigo 2017, em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, consiste em usar cogumelos para extrair componentes tóxicos das sementes de algodão. Em seguida, após a extração do óleo para o biodiesel, é possível usar os farelos das sementes e os fungos em uma ração.

O pesquisador Félix Siqueira explicou que o produtor vende o algodão para a indústria têxtil e as sementes para extração do óleo, que é usado da produção de biocombustível. No entanto, o farelo que sobra após essa extração pode ser usado para alimentação animal.

“O farelo é muito nutritivo por ser rico em proteínas, lipídios, carboidratos, vitaminas e minerais. No entanto, apresentam alguns compostos que podem causar intoxicação, principalmente em aves. Os ruminantes têm alguma resistência e até já comem, mas essas moléculas podem causar essa intoxicação”, afirmou.

Buscando aproveitar melhor esse farelo, a equipe foi atrás de maneiras de extrair esses componentes tóxicos para melhorar a qualidade da semente como alimento. A pesquisa encontrou algumas espécies de cogumelos que fazem esse trabalho e deixam o produto mais nutritivo.

“Esses fungos são usados como forma de bioremediação, que é a correção de algum processo, por exemplo. Já identificamos 14 fungos que degradam entre 80% e 100% das moléculas tóxicas e também têm função nutricional porque têm antioxidantes, polissacarídeos, agentes redutores de colesterol e enzimas”, contou.

Siqueira ressalta que a aplicação do fungo é feita direto no farelo, após a extração do óleo, portanto, o mesmo processo pode ser aplicado em outras sementes com compostos tóxicos, com o pinhão manso e a mamona. No entanto, quase não há plantação dessas outras opções.

Ainda segundo ele, o resultado é uma ração animal natural e saudável, que pode ser dada ainda para cachorros e peixes, já que ainda não há produção em larga escala do material. “Continuamos a pesquisa para saber se é possível ainda reduzir o número de vacinas medicamentos ministrados aos animais, já que eles estarão se alimentando com um material mais nutritivo”, explicou.

Tecnoshow 2017 Local: Centro Tecnológico Comigo (CTC) - Anel Viário Paulo Campos, Km 7, Zona Rural de Rio Verde Data: até sexta-feira (7 de abril) Horário: entre 8h e 18h Entrada gratuita

Veja o artigo original no site do G1 GO, clicando aqui.

#mercado

0 visualização
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Rua São Salvador nº 58, Costeira

São José dos Pinhais-PR, Brasil. CEP 83015-220
+ 55 (11) 98080-6614      

                anpccogumelos@gmail.com

Área dos associados

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

©2018 anpccogumelos.org | Todos os direitos reservados.

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle