Buscar
  • Cristina Maia

Alimentos funcionais podem promover manutenção da saúde


Cogumelo é fonte de vitamina D e jabuticaba ajuda a reduzir o colesterol. Esses são os alimentos funcionais que estão sendo discutidos na Unicamp. ​Que os cogumelos têm alto teor de proteínas, fibras e baixo índice de gordura a ciência já sabia. A novidade veio da Alemanha. Um estudo desenvolvido pela universidade de Hannover descobriu que o cogumelo também é uma fonte importante de vitamina D.

​Basta um minuto de exposição do cogumelo à radiação solar ou à iluminação artificial UV depois da colheita para que ele libere vitamina D.

O cientista Ralf Berger explica que quem comer o cogumelo vai ingerir a vitamina D. Ela se mantém estável e não sofre alterações no cozimento. Bastam cem gramas de qualquer tipo de cogumelo a cada uma, duas semanas, para ter os benefícios.

A pesquisa foi apresentada no Simpósio Latino Americano de Ciência de Alimentos, que acontece esta semana na Unicamp, em Campinas, no interior de São Paulo. Cientistas do mundo inteiro discutem o que tem sido descoberto sobre a funcionalidade dos alimentos. A questão é como incorporar estes avanços científicos no dia a dia. A resposta talvez seja as parcerias cada vez mais frequentes entre pesquisadores e empresas para desenvolver produtos com propriedades para melhorar a saúde. A estimativa da indústria é que, em 2020, 80% dos alimentos sejam funcionais. “Os alimentos funcionais podem interferir de forma a prevenir nas doenças crônico-degenerativas não transmissíveis, que estão afetando a população mundial”, explica Glauce Pastores, pesquisadora da Unicamp. Outro alimento funcional é a jabuticaba. A fruta é rica em cálcio, ferro e vitaminas B e C. Significa que faz bem para a pele, cabelos e circulação do sangue. Os pesquisadores transformaram a casca em um pó e complementaram a dieta de ratos com ele. O resultado foi uma diminuição de 50% do colesterol, 10% da glicemia do açúcar e 30% dos radicais livres do sangue desses animais. “Estes alimentos não criam novos tecidos, a função deles é preservar melhor o organismo. Até o inicio do século 21, conhecia-se apenas cinco classes de alimentos, mas existe uma grande quantidade e agora se sabe que os efeitos destes alimentos são muito positivos”, garante Jaime Farfan, pesquisador da Unicamp.


0 visualização
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Rua São Salvador nº 58, Costeira

São José dos Pinhais-PR, Brasil. CEP 83015-220
+ 55 (11) 98080-6614      

                anpccogumelos@gmail.com

Área dos associados

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

©2018 anpccogumelos.org | Todos os direitos reservados.

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle